MENU

16 de julho de 2014 - 16:22F-E

F-Psiu

SÃO PAULO | Esse vídeo foi postado no YouTube por Lucas Di Grassi, a primeira volta lançada do Spark-Renault em potência máxima, naqueles treinos coletivos que a categoria realizou em Donington Park, no Reino Unido.

Gostei. O carro até que anda rápido, contorna bem as curvas. Mas Donington é um circuito bastante fluído, o que também ajuda. O calendário tem apenas circuitos de rua, e aí é que vamos saber qual é mesmo a cara da categoria.

Só que o que mais chama a atenção neste vídeo é o barulho — ou a ausência dele. De longe, escuta-se um barulho baixo, característico mesmo de carros elétricos. Na câmera onboard, só dá para escutar o vento. O som do motor fica completamente abafado.

Isso é um aspecto interessantíssimo da nova categoria: os pilotos estão passando por um reaprendizado. Em tudo que é categoria do planeta, guia-se não só pelos giros, mas também pelo barulho do motor para trocar de marcha. No carro da F-E, não dá para escutar. É preciso fazer toda uma preparação diferente e se acostumar com outro modo de pilotar.

Eu confesso que não tenho uma opinião formada, mas é louvável o esforço da organização para fazer a categoria emplacar e definitivamente é um segmento que precisa ser explorado não só pelo bem do esporte, mas da própria indústria automotiva.

 

10 comentários

  1. Pedro Rodrigues disse:

    Essa câmera é bacana!!! Ele já havia usado em testes da Pirelli pra F1, onde também o som do vento é bem perceptível. Mas é estranho mesmo ver um carro andar rápido assim, sem barulho de motor….. Enfim……. Vai que cola……

  2. Mario disse:

    Renan,

    Você que está acompanhando as etapas esse ano, como está o barulho dos motores da F1? Estava lendo em alguns sites e vi que as pessoas dizem que perdeu um pouco do charme mas que ainda é alto. Alguns dizem que nao é mais F1, outros dizem que está bem melhor pois dá para ouvir sem protetores e ouvir outros detalhes.
    Se possível, queria saber sua opiniao…. Vou ver o GP da Itália e estou com medo de me decepcionar.
    Abracos

    • Sim, perdeu um pouco charme, mas depende do que te faz gostar da F1. Eu, por exemplo, não ligo tanto para isso. Escrevi sobre o tema quando estava na Espanha, dá para ler aqui, ó: http://renandocouto.warmup.com.br/2014/05/2747/

      • Mario disse:

        Opa, verdade! Tinha lido esse texto também!
        Bom, pra mim, o som dos V8 eram impressionantes e guardo boas recordacoes do barulho. Como fiquei a maioria das vezes no Setor G em Interlagos, poder ouvir o som dos motores do outro lado do circuito antes da largada era de arrepiar. Na Belgica ano passado fiquei impressionado ao ouvir o ronco dos motores andando por dentro do circuito.

        Agora é esperar para ver…. Obrigado pela resposta, quem sabe tomamos uma cerveja em Monza! hehe,

        Abracos

  3. sandro disse:

    Bruno Senna tinha comentado sobre isso. tinha que ficar atento ao painel para mudar as marchas no tempo certo pois não escultava o barulho do motor

  4. Muito boas estas câmeras na visão do piloto. A Indy e certas equipes de outras categorias usam elas também e parece que a F-E também deve usá-las fortemente. E tomara que fiquem por um longo tempo, pois elas passam ao espectador uma boa noção do que o piloto está vivenciando na pista.

    Acho que com o tanto que se fala e vivencia sobre híbridos há alguns anos, uma categoria que nem a F-E era só questão de tempo para se materializar, e pelo que ela mostrou antes da temporada começar, as minhas expectativas são boas.

  5. luis disse:

    Carro 100% elétrico não tem caixa de marchas, porque não precisa, aliás essa é uma das grandes vantagens desse sistema, pois dispensa essa peça que é cara, pesada e complexa. Tecnicamente falando, isso acontece porque a faixa de torque do motor elétrico é linear, ao contrario do motor a combustão, que é crescente conforme aumenta a rotação.

  6. Thiago disse:

    Só lembrando os “puristas” de que isso não é F1, e acredito que a principal categoria do automobilismo ainda vai demorar muito (se é que um dia adotará) motores totalmente elétricos. Eu realmente quero mais tempo para avaliar isso tudo antes de sair corneteando a iniciativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>